Já passava da meia noite quando o carcereiro de plantão decidiu tirar sua própria vida; segurou firme a espada contra peito quando, de repente, um grito vindo de dentro de uma das celas lhe pedia que não cometesse tamanho desatino. Assustado, ele deixou a espada de lado e correu até a cela de onde ouvia o grito. Ele estava atordoado pois, como é que naquela escuridão alguém sabia que iria se matar? Ao entra na cela ele encontrou dois homens ajoelhados orando a Deus; trêmulo o carcereiro perguntou-lhes: “O que é necessário para salvar-me?”. Eles responderam: “crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e a tua casa” (At.16:30,31). De Imediato, o carcereiro tirou aqueles dois servos de Deus da prisão e os levou para sua própria residência, onde juntamente com sua família ouviram a pregação da Palavra de Deus e como resultado: “ele e todos seus familiares foram batizados [...] e na sua crença em Deus, alegrou-se com toda sua casa” (At. 16. 33, 34).

Eram quase três horas da tarde quando um piedoso homem chamado Cornélio estava orando a Deus. Ele era considerado na cidade como um homem temente a Deus que dava muitas esmolas aos necessitados. Enquanto orava, viu um anjo de Deus que lhe falou: “envia homens a Jope e manda chamar a Pedro [...] ele te dirá o que deves fazer” (At. 10.5,6). Rapidamente, ele mandou que três empregados seus fossem ao local indicado pelo anjo e chamassem Pedro; enquanto isso, ele reuniu todos quantos pôde em sua casa. Quando Pedro chegou, a casa estava lotada de pessoas; sem perca de tempo, Pedro anunciou a Palavra de Deus e antes que terminasse de pregar, Deus derramou o dom do Espírito Santo sobre todos os que ouviam a pregação. Maravilhado, Pedro mandou que todos fossem batizados nas águas em Nome de Jesus Cristo (At. 10.44,48).

Numa estrada empoeirada próxima de Damasco na Síria, Deus havia chamado Paulo para pregar o evangelho. Certo dia, depois de uma viagem muito cansativa ele chegou numa cidade onde encontrou doze homens que também eram pregadores. Paulo aproveitou aquele encontro para perguntar-lhes sobre oconhecimento que tinham do Evangelho de Jesus Cristo. Depois de ouvi-los, Paulo mostrou-lhes pelas Escrituras que o ensinamento deles estava incompleto.Os doze homens creram no evangelho ensinado por Paulo e logo foram batizados em Nome de Jesus Cristo, e foram cheios com o Espírito Santo (At. 19.1-6).

Estas três diferentes histórias se encontram na Bíblia e possuem um ponto em comum: “Todas as pessoas envolvidas, independente do conhecimento e fé que tinham em Deus ainda não eram salvas”. Para ser salvo é necessário mais do que dizer “eu creio”, “eu já aceitei Jesus” ou “já sou evangélico”. Para ser salvo não basta ser religioso e dar esmolas. Nem mesmo aqueles que pregam a Palavra de Deus devem se julgar salvos pelo fato de serem pregadores. Para ser salvo é necessário crer no Evangelho Completo de Jesus Cristo que apresenta o arrependimento, o batismo e o dom do Espírito Santo como plano de salvação. Veja:

1) ARREPENDIMENTO: A Bíblia define arrependimento como “a tristeza segundo Deus que produz arrependimento para a salvação” (2Co 7.10). Entretanto, para obtermos o arrependimento de Deus em nossa vida necessitamos ouvir a pregação do evangelho crer (Mc 16.15,16). Quando ocorre arrependimento em nosso coração, desfrutamos alívio e paz pela presença de Deus (Atos 3.19). Através do arrependimento morremos para a vida velha de pecado e passamos a viver com alegria para Deus. “Pois sabemos que a nossa velha natureza pecadora já foi morta com Cristo na cruz a fim de que o nosso eu pecador fosse morto, e assim não sejamos mais escravos do pecado” (Rm 6.6). Para Deus não importa o que nós fizemos de errado: “se ele se converter do seu pecado [...] certamente viverá, não morrerá. De todos os seus pecados com que pecou não se fará memória contra ele” (Ez 33.14-16). Há tristezas profundas em seu coração por erros terríveis que você praticou? Você está arrependido? Creia em Jesus como seu salvador, confesse seus pecados e peça-lhe perdão; você pode fazer isto agora mesmo, enquanto está lendo esta mensagem. Ainda há esperança, Deus não desistiu de você!

2) O BATISMO NAS ÁGUAS: A Bíblia fala do batismo como um sepultamento da velha vida pecaminosa: “fomos sepultados, juntamente com Ele no batismo” (Cl 2.12). A palavra “batismo” significa “mergulho”, “imersão”, ou seja, a pessoa tem que ser mergulhada nas águas enquanto é batizada (At 8.36-39).

Quando somos batizados, nossos pecados são apagados pelo poder do Nome de Jesus que sobre nós é invocado no ato batismal: “Filhinhos, eu vos escrevo, porque os vossos pecados são perdoados, por causa do seu nome”. (1Jo2.12). Apesar de existir na Bíblia várias passagens afirmando que o batismo deve ser realizado “Em Nome de Jesus Cristo” (ver: Atos 2.38; Atos 8.16; Atos 10.48; Atos 19.5; Atos 22.16; Rm 6.3; 1Co 6.11; Gl 3.27; Cl 2.11,12, etc.), muitas igrejas evangélicas seguem a tradição da Igreja Católica Romana de batizar as pessoas usando os títulos Pai, Filho e Espírito Santo. Ao fazer isto, deixam de invocar o nome de Jesus sobre a pessoa batizada e, conseqüentemente, negam o verdadeiro batismo bíblico que é “em nome do Senhor Jesus Cristo”. Por isso você deve ter muito cuidado! Não basta freqüentar uma igreja evangélica. É necessário que você procure saber se a igreja que você freqüenta crê e prega o verdadeiro batismo da Bíblia.

3) O DOM DO ESPÍRITO SANTO: Antes que subisse de volta ao céu, Jesus determinou a seus discípulos que esperassem em Jerusalém a descida do Espírito Santo (At. 1.4,8). Poucos dias depois, quando estavam orando, veio sobre eles o Espírito Santo (At 2.1-5; 4.13). A transformação iniciada em nossa vida pelo arrependimento e batismo nas águas torna-se evidente através do dom do Espírito Santo. “O Espírito do Senhor se apossará de ti, [...] e tu serás mudado em outro homem” (1Sm 10.6). Quando recebemos o dom do Espírito Santo ressuscitamos da morte em que vivíamos pelo pecado (Ef 1.2) e recebemos a verdadeira vida pelo Espírito (Cl 2.12). Você já ouviu falar sobre o dom do Espírito Santo? Ore, peça a Deus que te encha com o Espírito Santo e você se tornará uma pessoa abençoada, alegre e cheia de paz (Rm 14.17; 2Co 5.17).

Para finalizar, é importe recapitular que para ser salvo é necessário arrepender-se dos pecados, ser batizado nas águas em nome do Senhor Jesus Cristo e receber o dom do Espírito santo (At. 2.37,38). Você já obedeceu ao plano de salvação? Não desista de buscar a Deus até conhecer o verdadeiro pentecostes!

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookShare on Google+

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>